Serviços online de “Criar Site Grátis” – Valem mesmo o tempo e o esforço?

Se quer que a sua empresa, negócio, clube ou qualquer outra iniciativa pessoal passe uma mensagem de confiança e legítima junto dos seus potenciais clientes irá necessitar de um website. Mas isso é algo que tem custos caso contrate uma empresa, um estúdio ou um freelancer para o produzir pelo que existe a tentação de utilizar os chamados “Serviços Web Grátis” com a habitual mensagem “Criar Site Grátis”. Antes de se decidir por alguma destas empresas neste ramo – Wix, One, Webnode, Weebly, Yola, Jimdo ou Webs deve colocar as seguintes questões:

  1. São realmente grátis?
  2. Valem mesmo o tempo e o esforço?
  3. E se usar um desses serviços, terei resultados razoáveis?

A resposta simples e curta é apenas lembrar o ditado – recebe aquilo que paga – e é muito verdade quando se trata de um site. Explorando todos estes serviços comecemos pelos alertas menos positivos:

  • Grátis nunca é realmente grátis! Se quiser fazer algo “cool”, diferente ou personalizado para o seu site terá de pagar.
  • Na maioria das vezes o seu site vai ter publicidade para esses sites na área de rodapé.. que só faz a sua empresa parecer algo medíocre e de legitimidade duvidosa.
  • Se alguma vez deixar os seus serviços – perde tudo!
  • Algumas ferramentas “livres” limitam a sua capacidade de aumentar o seu tráfego usando métodos de SEO (Search Engine Optimization).
  • Irá pagar por mais páginas que o serviço base permite. Embora esta seja uma prática comum no mundo do webdesign não há nenhuma razão, presumo eu, pela qual deve pagar mais quando todo o trabalho é feito por si.
  • Alguns destes sites fazem spam aos seus clientes. Digamos que um visitante compra um dos seus produtos. Bem, nos próximos dias ou semanas que ele visitar qualquer outro site será exposto a anúncios dos seus concorrentes. Pode perder receitas muito rapidamente.
  • Provavelmente irá necessitar de algum tipo de trabalho, que terá de contratar, para desenhar o logotipo ao tamanho correcto da template que usar e ter de optimizar todas as suas imagens em termos de tamanhos.
  • As condições do plano base e gratuito não são exactamente como é descrito. Se em algum momento o seu site se torna popular haverá alertas para passar para outros planos pagos já que proventura está a consumir demasiado tráfego, mesmo que esteja nos limites do que é gratuito.
  • Em termos mais técnicos o desenvolvimento de um website profissional passa por uma análise bem mais exigente do que estes serviços podem oferecer. Escolher uma template (layout) standard + adicionar conteúdo não espere receber algo optimizado e focado capaz de competir com outros dos seus concorrentes que recorreram a profissionais desta área.

Nenhum destes “grátis” construtores de sites esconde o facto de que terá de pagar por todos os tipos de recursos extra que necessitar.. mas esquecem-se de lhe dizer que se deixar os seus serviços perde tudo. Nem um pouco do seu investimento pertence a si!

Dito isto, existe algum motivo em que algum destes serviços possa ser usado?

Sim. Tenho a certeza de que isso soa um tanto estranho depois do que apontamos acima – mas é verdade. Se é um projecto sem fins lucrativos, lutando para recolher fundos; Se a única preocupação for ter uma presença online para colocar no seu cartão de visita; Se é um artista apenas tentando ser conhecido e a dar os primeiros passos; Se está a tentar economizar cada centavo possível para tornar alguns dos seus sonhos uma realidade – um site gratuito pode servir o seu propósito, mas lembre-se que se necessitar de tráfego via motores de busca que dependem fortemente de SEO, vai precisar investir em quem o possa ajudar nesse sentido.

São também plataformas estáveis, fáceis de utilizar e tem dezenas de add-ons (ou apps) que pode incluir no seu site – algumas grátis e outras pagas.

Será sempre uma opção sua e, em resumo, o melhor que posso dizer é que depende do que realmente necessita e que pode ser a pergunta mais difícil que terá de responder mas também lhe posso dizer que dezenas de empresas e estúdios web que hoje proliferam na web com serviços pagos e com promessas de conquistar lugares de topo em motores de busca produzem websites bem mais “fracos” do que aqueles que apontamos neste artigo.

Se optar por um destes serviços o mínimo que podemos recomendar é investir na compra de um dominio com o nome do seu negócio para evitar que fique sob a forma de “subdominio”. Outros destes serviços que também pode explorar são Doodlekit e MoonFruit (Inglês).