Breve resumo do Primeiro de Maio, ou seja, o dia que o trabalhador não trabalha

O Primeiro de Maio é conhecido como o dia que o trabalhador não trabalha.

Diz a história que o dia foi criado em 1800 por Franceses que resolveram fazer uma greve porque eles acusavam as fábricas da época de exploração, isso porque eles trabalhavam apenas 5 horas por dia, o que é comum ainda hoje por estes lados. Em Portugal a cada 10 trabalhadores 9 são trabalhores precários, então e para esses 9, o primeiro de maio é simplesmente a possibilidade de acontecer num dia da semana e assim não fazer nenhum. Sendo dia do trabalhador, quase ninguém trabalha, o que é estranho, pois deveriam trabalhar no seu dia.

No entanto existem muitas almas que trabalham neste dia:

  • São na sua maioria pessoas que tem que trabalhar especialmente para salvar as vidas dos outros trabalhadores que aproveitam o feriado para vadiar nas estradas (policias, bombeiros, médicos, enfermeiros).
  • Traficantes, esses trabalham sempre.
  • Desportistas, para eles isso nem é trabalho, então não faz muita diferença.
  • Mais outros milhares de infelizes que tem que trabalhar para manter outros milhares satisfeitos com os serviços, ou não.
  • Caixas do Pingo Doce para as famosas promoções deste dia.

E porque, dizem eles, tem de haver mais produtividade, deixamos este video, de como deve começar a trabalhar a partir dos próximos dias.