42 Sugestões e ideias, um tanto diferentes, do que pode fazer enquanto está vivo

  1. Salte de um avião, seja de paraquedas ou em queda livre.
  2. Percorra, em mota, o país de costa a costa.
  3. Suba até o topo da Ilha do Pico, Açores.
  4. Vá sozinho a um país onde não sabe falar o idioma, nada mesmo.
  5. Participe num triatlo.
  6. Nade em todos os grandes oceanos.
  7. Construa o seu próprio computador.
  8. Suba a um vulcão activo.
  9. Mergulhe na grande barreira de Corais.
  10. Apareça como figurante num filme.
  11. Seja testemunha das luzes do norte (aurora boreal).
  12. Tenha uma conversa na sua segunda língua com um nativo.
  13. Comece um negócio próprio, por uma vez.
  14. Venda arte criada por si.
  15. Aprenda a dançar.
  16. Escreva um livro.
  17. Faça voluntariado.
  18. Monte a cavalo.
  19. Faça e coma uma salada feita a partir de legumes do seu próprio jardim.
  20. Assista a um jogo de ténis em Wimbledon.
  21. Jogue uma vez, uma ficha, no casino de Monte Carlo, Mónaco.
  22. Vá num safari no Serengeti, no Quénia.
  23. Encomende um fato com as suas medidas, por um costureiro, a rigor.
  24. Aprenda um instrumento musical.
  25. Beba uma cerveja no Oktoberfest na Alemanha.
  26. Deixe, por uma vez, uma gorjeta grande.
  27. Viaje num jacto particular.
  28. Suba Machu Picchu.
  29. Cozinhe uma refeição numa fogueira feita por si.
  30. Atreva-se num “tracking” pelas florestas tropicais da Costa Rica.
  31. Durma sob as estrelas por uma noite.
  32. Experimente ir pescar no Alaska.
  33. Experimente ausência de gravidade (voo parabólico do “Zero-G”).
  34. Vá surfar as ondas da Nazaré.
  35. Faça uma caminhada por um glaciar.
  36. Experimente uma aula de artes marciais.
  37. Veja pessoalmente uma tartaruga gigante das Galápagos.
  38. Viaje num balão de ar quente em Coppadocia, Turquia.
  39. Coma uma baguete enquanto caminha pelas ruas de Paris.
  40. Construa algo útil com as suas próprias duas mãos.
  41. Dê todo o dinheiro que leva consigo a um sem-abrigo.
  42. Assista a uma cerimónia religiosa que não a sua.